GOD SAVE THE BEER.

Blog

By in Eu tomei uma... 0

Tasca damasco! Do esfoliante à cerveja!

Olá caros leitores! A cerveja sobre a qual eu vou escrever dessa vez é da cervejaria curitibana Bodebrown, uma das queridinhas aqui do blog. A escolhida foi a Saison Apricot Tonight.

Acho que não é mais necessário entrarmos nos méritos explicativos do que é o estilo saison: aquela historinha de que esse estilo nasceu nas fazendas belgas, com ingredientes rústicos, feita de forma artesanal, para servir de alimento… imagino que quase todos já ouviram isso em algum papo cervejeiro por aí. Hoje as cervejarias e cervejeiros que produzem saisons revelam muito mais do que isso. Tentam manter essa característica rústica e artesanal, mas se arriscam em várias novas receitas, adicionando frutas, especiarias e fermentos diversos. Uma dança entre as técnicas e ingredientes modernos e antigos, da qual sou grata de poder aproveitar.

bodebrown-saison-apricot-tonight-66007

A Saison Apricot Tonight é um exemplo disso. Uma cerveja leve, de 6,5% de teor alcóolico, com notas frutadas, fermento belga, cor clara e com leve turbidez, e como obviamente se deduz pelo rótulo, leva adição de damasco. É uma cerveja apropriada para o verão, segundo a recomendação da própria cervejaria, em seu rótulo, mas quis tomá-la nesse friozinho delícia de Curitiba, porquê… ah, sei lá porque, porquê sim ué! (porquê sim não é resposta!)

As suas notas frutadas, em minha humilde opinião, é a característica que mais se destaca. Apesar do damasco ser muito presente, notas de pêssego se apresentam com bastante intensidade também. De sabor levemente adocicado, mas de final seco, creio eu que deve harmonizar muito bem com frutos do mar, carnes brancas leves e algumas sobremesas que levam frutas amarelas não cítricas (chefs e harmonizadores de plantão, me corrijam se eu estiver falando besteira… estou escrevendo aqui o que o meu estômago e cérebro mandaram enquanto degusto essa cerveja). 😉

Tenho um carinho especial por essa cerveja, pois a primeira vez que a provei foi em seu lançamento, feito no Beer Train. Também foi a primeira vez que fiz esse passeio cervejeiro de trem que a Bodebrown organiza de tempos em tempos (recomendo fortemente aos que ainda não fizeram). A ocasião foi muito divertida, fato que com certeza tornou a primeira prova dessa cerveja muito mais prazerosa. E na verdade acho que está aí o grande segredo para uma cerveja se tornar excelente em sua plenitude, aproveitar todo o momento que a envolve!

E nessa primeira vez que a provei, me lembrei de um certo cosmético que eu uso, um esfoliante facial que leva damasco e que é bem cheirosinho (a mulherada provavelmente vai saber qual, haha). E sozinha, no meu assento no trem, fiquei divagando sobre as maravilhas que essa fruta nos proporciona… de sementes usadas como esfoliante à ingrediente de uma infinidade de receitas, inclusive de cervejas!

Obrigada natureza!!! Obrigada camponeses!!! Obrigada cervejarias e mestres cervejeiros!!! O resultado dessa bela mistura é muito bom!


GSTB-EtiMeira 

Eti Meira

Possui graduação em História e mestrado em Patrimônio Cultural, atuava com pesquisas na área da história cultural das bebidas. Aos poucos, a paixão pelo universo das bebidas transbordou a área acadêmica e acabou se tornando profissão. Hoje é proprietária de uma distribuidora de cervejas especiais em Curitiba. Em busca constante de novidades e ávida por sabores desconhecidos, está sempre disposta a experimentar as maluquices cervejeiras que aparecem por aí. Tornou-se fã de carteirinha das cervejas ditas (injustamente) estragadas: quanto mais azeda, ou ácida, ou amarga, ou esquisita, ou inusitada, ou tudo isso junto, melhor! Essas na verdade são as que deram muito certo!!! Sour Girl é seu apelido, devido a sua outra paixão – essa vinda direto dos anos 90 – uma música da banda Stone Temple Pilots. Mas e não é que combinou certinho com o gosto que adquiriu pelas cervejas??? Era o destino!

Instagram @sour.girl e @tastebeers

Post navigation

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *